Com 12 anos de carreira solo, a cantora Paula Lima sempre flertou com o samba e emprestou sua voz a diversas canções do gênero. O amor foi aumentando e ela quis fazer um álbum dedicado exclusivamente ao samba.

capa - Paula Lima - O Samba É do Bem

Desde criança Paula ouvia os sambistas clássicos e depois os sambistas de sua geração. Para fazer o disco, passou quatro meses no Rio de Janeiro visitando os compositores, mergulhando na história, escolhendo o repertório. Não foi fácil, depois de ouvir inúmeras canções, chegar nas 12 faixas que compõe o O Samba é do Bem.

As escolhidas trazem as assinaturas de Arlindo Cruz, André Renato, Xande de Pilares, Serginho Meriti e Rodrigo Leite, Ronaldo Barcellos, Mário Sérgio, Serginho SP e Paquera, Pretinho da Serrinha, Claudemir, Gilson Bernini, Sereno, Fred Camacho, Maurição e Gabriel Moura.

O Samba é do Bem foi produzido por Leandro Sapucahy com arranjos de Jota Moraes, Wilson Prateado e Valério Brair,