O quarteto formado por Dinho Ouro Preto, Fê Lemos, Yves Passarel e Flávio Lemos está chegando a São Paulo com a turnê de divulgação do EP Viva a Revolução. Após ter se apresentado em um festival em Lisboa, a banda volta com o “gás” revigorado e promete agitar o público com as músicas do novo projeto e grandes clássicos da carreira. O Capital Inicial fará única apresentação em São Paulo, no palco do Citibank Hall, dia 30 de agosto.

Os ingressos, que custam entre R$ 40 e R$ 250 já estão disponíveis para venda pela internet (www.ticketsforfun.com.br), nos pontos de venda distribuídos pelo Brasil e na bilheteria do Citibank Hall em São Paulo.

Vencedores do Prêmio Multishow de Música Brasileira 2007, na categoria “Melhor Grupo”, eles farão uma apresentação que contará com um repertório diversificado. Eles já deram uma prévia do que se pode esperar, com a nova música “Melhor do que Ontem”. Com mais de 30 anos de estrada, não faltarão hits para empolgar a plateia.

Produzido por Liminha, o novo EP é bem marcante na carreira da banda. Tanto o nome do álbum quanto as faixas, como o rock “Bom Dia Mundo Cruel” e “Não Tenho Nome”, celebram as manifestações que ocorreram em 2013. Mas, apesar do nome dizer tudo, as letras não são tão explícitas assim. Na contramão do que sempre fez, o Capital Inicial agora utiliza metáforas, fazendo com que o EP represente também outras mobilizações.

“Não sou muito dado ao uso de metáforas, mas fiquei profundamente comovido com o que vi acontecer no Brasil. Partiu de filhos de pessoas que lutaram pelo fim do regime militar e pela redemocratização, que viram morrer o Plano Cruzado e nascer o Plano Real. Gostei do fato de os protestos não terem uma liderança nem uma reivindicação muito clara, mas um desejo de mudança. Sou de uma geração acostumada com a decepção e acho ótimo que exista esse combustível na garotada”, reflete Dinho.

Nesse tempo de estrada, a banda teve uma mudança muito forte no seu modo de fazer música e esse novo álbum é a mescla perfeita desses 34 anos. É possível ter o rock’n roll inspirado nos Rolling Stones, o glam de Gary Glitter, e a contraposição de instrumentos musicais. “O objetivo era revolucionar mais na sonoridade. É por isso que os tambores de ‘Tarde Demais’ e a voz e o violão de ‘Coração Vazio’ estão juntos no mesmo EP.”

O álbum ainda conta com parcerias especiais. Thiago Castanho, ex-guitarrista do Charlie Brown Jr. compôs junto do Dinho Ouro Preto e Alvin L as músicas “Coração Vazio” e a primeira música divulgada do trabalho, “Melhor do que Ontem”. Ainda conta com duas versões da música “Viva a Revolução”, sendo uma com distorções e outra com a participação do coletivo carioca de MCs, o ConeCrewDiretoria. O som do Capital Inicial traz uma inovação muito interessante e promete fazer um show empolgante no palco do Citibank Hall.

No show, Dinho Ouro Preto (vocal, violão e guitarra), Fê Lemos (bateria, percussão e vocais), Flávio Lemos (baixo) e Yves Passarel (guitarra, violão e vocais) são acompanhados por Fabiano Carelli (guitarra, violão e vocais) e Robledo Silva (teclados, violão e vocais).